Kim Kardashian se defende de críticas depois de leilão

Kardashians | Faz 3 anos

 
Kim Kardashian

Seth Browarnik/startraksphoto.com




Estrela do E! realizou venda para ajudar as vítimas das Filipinas






Depois de anunciar um leilão para ajudar as vítimas do tufão nas Filipinas, Kim Kardashian recebeu uma série de críticas por doar apenas 10% dos lucros para a organização International Medical Corps. Após a polêmica, a noiva de Kanye West resolveu se defender em seu blog.

Kim Kardashian realiza desejo de fã em show de Kanye West

Em um texto chamado "Doar vem do coração", Kim desabafou sobre a polêmica, afirmando que "o problema é ser atacada por doar e tentar ajudar as pessoas".

CONHEÇA O SITE ESPECIAL DAS KARDASHIANS: FOTOS, NOTÍCIAS E MUITO MAIS!

"Eu não publico tudo que eu faço para ajudar instituições de caridade e pessoas em todo mundo. Eu faço isso porque quero. Faço isso porque meu pai me ensinou. Faço isso porque é o certo. Então, para as pessoas que me atacam por doar 10% das minhas vendas no eBay para as pessoas nas Filipinas, isso dói", escreveu a Kardashian em seu blog.

Siga o E! Online Brasil no Twitter

"Eu doou 10% de todos os meus lucros para instituições de caridade, não apenas esses leilões no eBay. Esse mês vou doar para as pessoas nas Filipinas, no mês passado doei para a Life Change Community Church", continuou ela.

Leve o E! Online Brasil no bolso! Baixe o aplicativo do E! na Apple Store, Google Play ou Blackberry App World

Kim ainda explicou que não fica com todo resto do que foi angariado, já que parte do dinheiro fica com os gestores do leilão e outra são usadas para pagar taxas (do eBay, PayPal, governo etc), que "somam cerca da metade da venda".

"A verdade é que não importa quanto seja e onde seja. As pessoas das Filipinas precisam de toda nossa ajuda, não importa se muita ou pouca", continuou ela.