ENTREVISTA com James Franco: “Um ator não trabalha para um prêmio”

E! News, Início, | Faz 6 anos

 
Vera Anderson/WireImage.com
Em plena temporada de nominações aos grandes prêmios cinematográficos, James Franco ficou surpreso por ter sido eleito parte da categoria de Melhor Ator de Drama do Golden Globe, evento com data marcada para 16 de janeiro, em Los Angeles. “Um ator não trabalha para um prêmio, mas quando o dizem que está sendo nominado ele se sente maravilhado. É uma grande honra e a nominação não é somente minha; é de todos, desde o diretor até o assistente do cinegrafista porque todos nós formamos uma equipe. Estou profundamente orgulhoso e agradecido pela Associação (de Imprensa Extrangeira de Hollywood) ter me nominado", comentou Franco na entrevista, muito emocionado. Graças a seu trabalho como Aron Ralston, no filme 127 Horas, que foi dirigido por Danny Boyle, o californiano de 32 anos sonha com o Oscar, junto com o trabalho em The King's Speech, concorrendo com Colin Firth. “Eu não sou apressado, sempre vou passo a passo. Assim que anunciarem as nominações ao Oscar, veremos quem são tais atores. Primeiro você precisa ser nominado, depois precisa ser "escolhido". Hoje, estou desfrutando muito este momento e quero que as pessoas vejam o filme que me fascinou. 127 Horas é magnífico".  O ator afirmou que para interpretar Ralston, ele se submeteu a um treinamento físico e psicológico durante seis meses, para chegar no set "preparado e alerta". “Foi um trabalho cansativo, porque não fiz somente dieta, mas conversei com Aron, com sua família, conhecer todos os detalhes sobre a vida dele para entender muito bem o que estava me metendo...e eu fiz! Fiquei, ou ficamos (melhor dizer assim), muito satisfeitos com o resultado. É um filme completo, balanceado, firme, forte, potente". 127 Horas narra os sucesso de Ralston, um alpinista que fica preso pelo braço durante uma de suas aventuras, e deverá decidir se deve cortar o braço para sobreviver ou ficar preso até a morte.  fica “É uma história terrível, mas tem uma visão positiva, adorei ser parte dessa equipe e deste filme". E Este longa conta com a ajuda da direção do ganhador do prêmio da Academia, Danny Boyle (Slumdog millonaire e Trainspotting), assim como a música é de A.R. Rahma. O filme será lançado na América Latina no começo de 2011. Mas Franco, mesmo ainda não sabendo das nominações ao Oscar, já é um cara sortudo, já que foi o escolhido para apresentar a premiação junto com a atriz Anne Hathaway. Mandou bem Franco!