Conrad Murray, médico de Michael Jackson, declara que é um homem inocente

E! News, Início, | Faz 6 anos

 
Frederick M. Brown/Getty Images
Conrad Murray só estava fazendo o seu trabalho.  Pelo menos é o que diz o médico de Michael Jackson. Ele se declarou inocente das acusações de assassinato involuntário na manhã de terça-feira, 25, no Tribunal Superior de Los Angeles.   Na audiência, os familiares do Rei do Pop estavam presentes, incluindo a mãe Katherine Jackson e o irmão de Michael, Randy. “Vossa Excelência, eu sou um homem inocente", disse Conrad Murray com uma voz fraca ao juiz Michael Pastor.  O cardiologista foi ocusado de injetar doses letais de Propofol em Jackson. Propofol é um sedativo usado exclusivamente em centros médicos sob estrita supervisão e pelo que parece, não é indicado para uso doméstico. Pastor foi pego de surpresa pela declaração do médico. O juiz terminou a audiência ao anunciar que a seleção do júri vai começar 28 de março e que, já que o médica está se declarando inocente, câmeras de televisão poderão ser colocadas na sala do julgamento. “O Dr. Murray está ansioso para contar o seu lado da história", disse o advogado defensor em uma conferência de imprensa logo após a audîência. “Ele tem esperado meses para contar o seu lado e é a primeira vez que conseguimos essa oportunidade".   O juiz Pastor garantiu a Chernoff que a presença do seu cliente não será obrigatória para os argumentos pré-julgamento, de modo que o médico possa seguir atendendo os pacientes em Houston. Embora a licença médica de Murray foi suspensa na Califórnia, ele ainda pode exercer em Nevada e Texas. Sandy Gibbons, voz da equipe fiscal de Los Angeles, disse ao E! News que o juiz ainda está decidindo se câmeras serão permitidas na sala do tribunal. Sobre a solicitação de Murray de se ausentar nas audiências preliminares, Sandy garantiu que isso é bastante comum.  “A lei permite que o acusado pode perder algumas audiências, quando consegue toda a documentação necessária, e Murray conseguiu", disse a fiscal. A próxima audiência será no dia  7 de fevereiro. Se espera que o julgamento comece no final de março. Veja um pouco da audiência com Dr. Murray e os seus advogados.