Angelina Jolie se irrita com críticos da Bósnia que tentaram estragar a sua estreia como diretora

E! News, Início, | Faz 6 anos

 
EFE
Angelina Jolie tem algo a dizer para aqueles que criticam o seu novo filme e o seu comportamento como diretora: "Fala sério!!!". A ganhadora do Oscar reservou um momento do evento que promove o seu novo suspense, The Tourist, para dar um recado aos críticos da Bósnia que tentaram impedir que a atriz filmasse o seu primeiro longa no país. “Houve pessoas que enchiam o saco, eram chatas. Porém, a grande maioria que estava ao meu redor, o elenco, o Primeiro Ministro e o Presidente, foram super cooperativos", disse Angie em Paris aos jornalistas. Aparentemente, um grupo de vítimas femininas se sentiram ofendidas ao saber que o filme, que ainda está sem título, abordaria o tema da mulher mulçamana no país Bósnia, junto com o romance de uma delas com o soldado Sérvio que a violenta durante um conflito armado em 1990.  Apesar dos rumores sobre o tema da história serem falsos, os protestos foram tão grandes que um Ministro do país chegou a cancelar a permissão de filmar logo no começo do projeto, argumentando que faltavam documentos autorizando a gravação na Bósnia. Poucos dias depois, a permissão foi liberada. No entanto, os produtores de Jolie têm reduzido bastante o tempo de filmagem em Saravejo, mudando a gravação para Budapeste.   Jolie, que também é a roteirista do projeto, não coordenou esta filmagem na Bósnia, mas defendeu o filme, explicando que 95% do casting realmente viveu a guerra. Também, disse que queria contar a história, pois ela fica extramente angustiada que a comunidade internacional não se esforça para ajudar a deter a guerra. “Queria conhecer de perto as pessoas e o assunto, já que quanto mais lia sobre o assunto, ficava mais interessada em ajudar essa parte do mundo", disse Jolie. “Conheci artistas do local e tenho que admitir que eles são extraordinários por terem superados tantas coisas. Quero dar para todos eles uma plataforma para o resto do mundo". A estrela de A Mighty Heart e Embaixadadora da Boa Vontade da ONU chegou a dizer que queria se reunir com os críticos da Bósnia, mas a data e o local do encontro ainda não foram divulgados.