Vendas do disco de Kelly Clarkson aumentam 1350% após polêmica política

E! News | Faz 2019 anos

 

Theo Wargo/WireImage



Kelly Clarkson postou na semana passada na sua página do Twitter que adorava o candidato Ron Paul, mas muitos fãs da cantora ficaram furiosos alegando que o político americano, que disputa a presidência, era "racista" e "homofóbico".

Depois da reação do público, quem ficou irritada foi a própria Kelly!






A cantora de 29 anos respondeu, "Eu sinto muito se ofendi alguém. Obviamente não era minha intenção. Eu não apoio o racismo. Eu apoio os direitos dos gays, os direitos dos héteros, direitos das mulheres, dos brancos, dos negros, roxos e laranjas. Eu gosto de Ron Paul porque ele acredita menos em governo e mais em deixar o povo decidir pelo seu país. Só isso."

Apesar de Kelly ter perdido alguns fãs por apoiar o candidato republicano e virar manchete com notícias negativas, a verdade é que as vendas de seu novo álbum Stronger aumentou inacreditavelmente.

De acordo com a Examiner, Stronger estava há semanas na 40ª posição de vendas de downloads do iTunes e também do Amazon, mas após a confusão toda, o álbum subiu para o 9° lugar e 2° respectivamente, aumentando em 1350%.

Até que essa polêmica toda foi positiva para alguém: o bolso de Kelly Clarkson!