Steven Spielberg conta tudo o que você precisa saber sobre As Aventuras de Tintim

E! News | Faz 2019 anos

 


Tintim pode não ser um nome tão conhecido nos Estados Unidos, mas em breve ele será, afinal está nas mãos de Steven Spielberg!

O jornalista viajante finalmente ganhou seu merecido espaço nas telonas em forma de uma animação em 3D contada por um dos maiores cineastas de Hollywood e tem tudo para se tornar um grande sucesso de bilheteria.

Em uma coletiva de imprensa que aconteceu na semana passada em Nova York, Spielberg, Jamie Bell, que dá voz ao Tintim no filme, e Nick Frost, que interpreta o detetive Thompson, conversaram com o E! News sobre o que podemos esperar do filme, que já foi até comparado com Indiana Jones.

E aqui está o que eles têm a dizer...




Paramount Pictures




O cineasta já tinha surpreendido a todos com os efeitos especiais de E.T., Contatos Imediatos e Jurassic Park, mas Tintim marca uma mudança na carreira de Spielberg, já que é seu primeiro filme totalmente animado e feito em 3D.

E a parte digital, que foi feita em 31 dias de captura de imagens dos movimentos dos atores, não o distraiu de seu principal ingrediente para o filme: Contar uma boa história.

"Eu queria que o filme fosse como uma aventura real em um tipo de novo meio", disse Spielberg ao E! News, "Para mim, tive os mesmos preceitos que tive em qualquer outro filme, que são, ‘Estamos contando uma boa história? As risadas estão caindo nos momentos certos? As perseguições são de tirar o fôlego? O 3D é sutil, mas eficaz? Os personagens e as relações estão funcionando? ' As mesmas preocupações que tive em outros filmes contando outras histórias".

E nesse último caso, ele percebeu em uma coletiva anterior que o filme trata a amizade em seu coração.

"Tintim está tentando encontrar o segredo do unicórnio e tem uma força natural chamada Capitão Haddock contra ele. Eles são melhores amigos", disse o diretor, "Este é um filme de amigos, de certa forma é como Bing Crosby e Bob Hop ou até mesmo como Walter Mathau e Jack Lemmon... É realmente a história de uma dupla ímpar".



Paramount Pictures




E sobre trabalhar com Peter Jackson, que produziu Tintim e está escalado para dirigir a sequência, trocando de cargo com Spielberg, o cineasta disse, "Com Peter, ele esteve no set todos os dias, mas não fisicamente. Sua cara estava na tela da TV, ele estava em Wellington, Nova Zelândia às 4h quando era 8h em Los Angeles".

"Peter tem senso de humor. Nós ríamos das mesmas coisas e nos divertimos. Peter deixou tudo divertido".



Paramount Pictures




Sobre os efeitos especiais: Spielberg não deixou a captura de movimentos ficar no caminho da história, "Apenas aconteceu deste ser o meio certo para a mensagem apropriada", disse elem "Para honrar a arte de Hergé [o autor de Timtim], eu não quis filmar um filme de ação ao vivo e tive Jamie com uma touca vermelha e roupas estranhas... Se eu realmente quisesse honrar Hergé, o único modo de contar a história e honrar as origens de Tintim era fazer o filme como animação digital".



Paramount Pictures




O homem certo para o trabalho certo é... Billy Elliot! Ao procurar quem pudesse ser o jovem repórter, a pedido de Jackson, Spielberg escolheu o jovem inglês Jamie Bell, que ganhou fama na década passada ao interpretar o jovem bailarino Billy Elliot e que também teve um papel no filme de Jackson, King Kong.

"Jamie entendeu as poses... e se tornou Tintim no primeiro dia da captura dos movimentos. Foi incrível", comentou Spielberg.

"Eu sou europeu. É difícil crescer sem ver esse cabelo ruivo e seu cachorro. É impossível... Está culturalmente enraizado. Ser um grande fã antes do filme e estar neste filme é uma grande responsabilidade... Então, para mim é importante evocar o espírito de Hergé e os livros que mostram quem ele realmente é", disse o ator.





Mas e o cara de Shaun of the Dead? Nick Frost, juntamente com Simon Pegg, interpreta um dos detetives companheiros de Tintim que encontram em seus caminhos importantes pistas para ajudá-lo a desvendar o caso.

Sendo fã como ele é, a chance de trabalhar com Spielber não precisou nem ser pensada, muito menos o fato de se tornar parte de um filme tão estimado. "Eu gosto de fazer filmes e foi ótimo estar no set todos os dias para dar vida aos oficiais da Interpol que o Hergé criou", disse ele.





Então será que o público vai acolher Tintim? Spielberg, que disse que tem um pouco do personagem em si mesmo, está confiante que sim.

"Acredito que os Estados Unidos vão gostar de Tintim como gostam de todas as animações que foram lançadas, que a DreamWorks lança, que a Pixar lança, eles não tiveram um filme que não vendeu 250 milhões de cópias [como é o caso do Tintim]", disse o cineasta.

Nós já estamos ansiosos!