SPFW: Colcci mostra coleção amadurecida para o inverno 2012

E! News, Imperdível, MODA, | Faz 5 anos

 

Fotosite/ Divulgação




José Pimenta e Lino Villaventura levaram a teatricidade às passarelas no segundo dia de desfiles






COLCCI

Mais madura, a moda da Colcci tem evoluido a cada temporada. Para o inverno 2013, a marca bebeu da mesma fonte de inspiração de muitas outras que já desfilaram suas coleções no Parque Villa-Lobos nesta edição: os anos 1960. Shapes sessentinhas apareceram nos vestidos de duas partes, com saias plissadas acima do joelho e casacos 7/8. Burgundy/bordeaux, azul-marinho, preto e off-white são de fato a paleta de cores tendência desta temporada. Na Colcci, elas apareceram em misturas de couro ecológico, lã e jacquard. A Inglaterra mod na época da mistura cultural com a Índia fez presença em arabescos surton e pedrarias nas malhas e casacos. Uma menina já longe de seus anos teen é a nova mulher da Colcci.



Fotosite/ Divulgação




LINO VILLAVENTURA

Como já é de costume, muita exuberância marcou o desfile de Lino Villaventura, que apresentou uma coleção inverno 2013 impactante e dramática, repleta de cores escuras – exceto pelo último vestido a entrar na passarela, um marcante laranja cheio de bordados. Para compensar os looks pesados, não faltaram transparências, que apareceram em vários momentos do desfile em tecidos plissados superfinos. O make Blade Runner e as poses teatrais das tops foram um espetáculo à parte.



Fotosite/ Divulgação




JOÃO PIMENTA

 O malandro carioca da década de 1930 voltou à moda contemporânea nas mãos de João Pimenta, que abriu o line-up deste segundo dia do SPFW. Ternos e sobretudos de sarja, lã e linho em estampas exclusivas em vinho, preto e off-white mostram o elegante homem de João Pimenta. Botas pretas de couro envernizado e aneis em prata de caveiras completaram o visual.



Fotosite/ Divulgação




SAMUEL CIRNANSCK

 Mulheres gladiadoras e quase super-heroínas foram levadas à passarela de Samuel Cirnansck nesta temporada. O queridinho das noivas usou tons pastel e muito dourado e pedrarias para mostrar sua nova fase, com vestidos mais acessíveis, por isso feito de tecidos menos nobres. Suas clientes cativas vão adorar.



Fotosite/ Divulgação




 UMA

 A marca comandada por Raquel Davidowicz mostrou na passarela mais do mesmo de sempre: paletós e calças de alfaitaria com modelagens impecáveis, mas a monotonia imperou nas peças mostradas. Branco, preto, marrom e ferrugem em malhas e calças de pelica, combinadas com botas de cano curto complementavam o look.