Shia LaBeouf dá detalhes sobre briga em bar na Califónia

E! News | Faz 5 anos

 
Bang!
Shia LaBeouf desmentiu sua recente briga de bar dizendo que foi apenas uma "situação estranha". Hmm... Após ser preso, a estrela de Transformers, resolveu abrir o jogo sobre a briga em um bar na Califórnia, em fevereiro deste ano. O ator levou um soco na ocasião.  Em um bate-papo no The Ellen DeGeneres Show, ele disse: "Foi só uma situação estranha. Eu não estava tentando desafiar ninguém. As pessoas ficam bebâdas e acabam ficando loucas", afirmou no programa. "Eu saí para fumar. Estava longe, com alguns amigos. Alguns caras me provocaram e foi isso. Tiveram alguns xingamentos. Eu não conhecia nenhum deles", disse. O incidente flagrou Shia, 24, se envolvendo em uma guerra de palavras com o seu colega Mark-bêbado-Mastro fora do bar, antes dos dois começarem a se atracar. A confusão terminou quando um segurança colocou o ator em uma chave de braço e o entregou aos policiais que estavam nas proximidades. Apesar de seu pequeno confronto com a lei,  Shia insiste que ele é realmente um bom rapaz, e revelou à Ellen que fez um cartão especial para sua mãe no Dia das Mães. Ele disse: “Esbocei um desenho que dava a ideia de serem duas pernas no ar, e um médico na frente das coxas, como se ela estivesse dando à luz, em seguida, na passagem onde to médico analisa o bebê, seus pensamentos, e eu coloquei: 'Então, parece que ele vai ser uma criança saudável, ele provavelmente vai ser preso cinco vezes antes de fazer 25 anos, ele provavelmente vai fazer porcaria com ele mesmo durante 12 anos de sua vida e esconder caixas por toda a casa. Ele provavelmente vai roubar o dinheiro de você, provavelmente vai gritar com você, provavelmente vai mentir para você, fugir de casa, ser chutado para fora de cada escola que ele for. Mas ele vai te amar mais do que qualquer um que você já conheceu em toda sua vida. E ela começou a chorar”. A apresentadora aproveitou para perguntar se o ator ligava para a opinião pública. "A única opinião que realmente conta é a da minha mãe. É algo sério para mim. É a única opinião que parece verdadeira, que importa na minha vida", contou.