Sem glamour, Madonna comemora feriado judaico

E! News | Faz 5 anos

 

Bang News!



Cantora usava moletom roxo e boné






Madonna, seguidora da Cabala, comemorou o Yom Kippur, o Dia do Perdão (também chamado de Dia do Arrependimento), considerado a data mais santa do calendário judaico. Para os judeus, esse é um dia em que todas as promessas de arrependimento, amor e amizade são seladas no plano divino.

A cantora, de 54 anos, foi ao Park Avenue Armory, em Nova York, na terça, 25, usando um conjunto de moletom roxo estampado com o número 86 bem evidente e um boné com a palavra Vogue. Nada glamurosa e fashionista...


"Madonna foi a última a chegar, e parecia que a estavam esperando para começar a cerimônia," disse uma fonte ao jornal New York Post. "Ela entrou com a filha, Lourdes, pela porta de trás e ficou sentada no primeiro banco. Todos os homens estavam de branco, mas Madonna estava usando uma roupa chamativa. O namorado dela [Brahim Zaibat] também estava lá, usando uma roupa cor bege," completou a fonte.


Durante a cerimônia, Madonna teria ficado concentrada, sem dar importância às pessoas em volta, entre elas, a estilista Donna Karan. "[Madonna] se colocou à parte de todos. Ela é tipo a rainha da Cabala," disse a fonte. 


Na segunda-feira, 24, Madonna causou polêmica em um show em Washington, quando disse que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, era um "muçulmano negro". Obama é abertamente cristão. Depois, a cantora se justificou, dizendo que estava sendo irônica.

Veja a foto ampliada:



Bang News!