Sandra Bullock conta como seu filho Louis influenciou seu trabalho em Extremely Loud and Incredibly Close

E! News | Faz 2019 anos

 

Tom Meinelt-Jason Winslow/Splash



Em uma entrevista exclusiva com o E! News para divulgar seu novo filme Extremely Loud and Incredibly Close, Sandra Bullock falou como seu filho de apenas dois anos influenciou o seu trabalho no longa.

O papel de Sandra era interpretar uma mãe, pela primeira vez desde que ela virou mãe na vida real do pequeno Louis. Na produção, a atriz é mãe de Oskar, interpretado por Thomas Horne, que acaba passando por um terrível trauma: eles perdem o marido e pai, Tom Hanks, nos ataques terroristas de 11 de setembro.






"Sempre fui maternal. Sempre amei ficar perto de crianças", ela nos disse.

"Tenho certeza que Louis me influenciou de uma maneira que nem eu sei dizer. Tudo se tornou mais rico e mais importante. Ou até mais assustador ou mais desafiador".

Então, quando chegou a hora de filmar, Bullock se identificou com seu personagem e seu filho fictício, "Thomas Horne, que interpreta meu filho no longa... Amo muito ele", ela continua.

"Quando você tem instinto materno em relação a uma criança, a primeira coisa que você quer fazer com aquela criança é proteger e isso foi exatamente o que eu não ia fazer no filme", contou Sandra. "Foi muito difícil".

Apesar de Sandra ter passado por uma situação muito difícil com o ex-marido Jesse James (envolvendo escândalos e mais escândalos de infidelidade), a atriz continua brilhando e mantendo seu carisma com a cabeça erguida.

Sem dúvidas, uma das atrizes mais admiradas de Hollywood!