Saiba tudo que está acontecendo no julgamento de Conrad Murray, o médico de Michael Jackson

E! News | Faz 5 anos

 
AP Photo/Isaac Brekken; Getty Images
O julgamento do Dr. Conrad Murray, pelo homicídio involuntário de Michael Jackson, começou ontem, 27, e já está causando polêmica. Se logo no primeiro dia de julgamento, surgiu uma foto do corpo de Michael Jackson após sua morte e vídeos com detalhes que até então eram secretos, imaginem só o que vai acontecer no segundo dia. Estima-se que o julgamento vá durar cinco semanas, e o E! vai transmitir ao vivo todos os dias. Você pode assistir por aqui. Além do filho de Michael, Prince Michael, que depôs ontem, o executivo da turnê de This is It, que não chegou a acontecer, Paul Gongaware, um dos seguranças de Michael e um assistente pessoal também irão depor. Toda a família do cantor está presente no julgamento, e também estão na lista de testemunhas em potencial para o caso. SAIBA MAIS: O filho de Michael Jackson, Prince Jackson, vai testemunhar hoje! De acordo com a acusação, o Dr. Murray passou 45 minutos ao telefone enquanto Michael estava morrendo, e foi acusado de fazer cinco ligações para amigos após medicar o cantor com a dose de Propofol que teria causado sua morte em 25 de junho de 2009. O médico só teria percebido que algo estava errado com Michael uma hora depois de tê-lo medicado. Se ele for considerado culpado passará quatro anos preso, mas por enquanto o julgamento continua. Além dos novos fatos que apareceram no julgamento, um suposto vídeo de Michal Jackson falando arrastado foi divulgado na internet. Trata-se de uma mensagem de voz deixada pelo cantor para alguém que ainda não sabemos quem é. “Nós temos que ser fenomenais. Quando as pessoas saírem do show, quando saírem do meu show, eu quero que elas digam ‘Eu nunca vi nada assim na minha vida’”, diz o cantor no início da mensagem.