Saiba porque Justin Bieber não teve nenhuma indicação ao Grammy 2013

E! News | Faz 4 anos

 
Será que ele não faz mais sucesso? É incontestável o sucesso de Justin Bieber, que além de já ter vendido mais de 15 milhões de cópias de seu último állbum, Believe, é uma das personalidades maos influentes do Twitter, com mais de 30 milhões de seguidores . Mas parece que nada disso foi o suficiente para que o cantor canadense fosse indicado como no maior prêmio da música, o Grammy Awards. Depois de seu agente ter protestado publicamente contra o fato - e lógico, seus fãs, os Beliebers, também -, entenda quais são as razões para ele ter ficado de fora. Para começar, as indicações ao prêmio não são feitas por causa da popularidade do cantor ou do número de cópias de CDs que ele já vendeu. As escolhas são realizadas levando em conta o mérito do artista. OK, Justin tem muitos méritos. Mas existe outra questão em jogo, que está além do poder de Biebs. “No passado o perfil de quem ganhava a votação, no geral, era composto por homens brancos e mais velhos. Agora a organização está fazendo um esforço para diversificar o perfil dos vencedores”, disse Keith Caufield, da revista Billboard, para o E! News. Siga o E! Online Brasil no Twitter e acompanhe as notícias mais quentes das celebridades!  Outro problema é que o Grammy tende a esperar os artistas mais jovens amadurecerem para, finalmente, entregar-lhes o troféu. Mesmo tendo recebido indicações nos últimos dois anos, o ex (ou atual) Selena Gomez ainda pode ter que esperar um pouco para receber o reconhecimento que tanto quer. “Os Rolling Stones precisaram esperar até 1978 para receber uma nomeação”, disse Caulfield. E continuou: “Britney Spears só ganhou uma indicação por Toxic e Madonna recebeu sua primeira nomeação por causa do videoclipe de Ray of Light, só em 1999”. Mas e a Adele, que aos 24 anos ganhou oito Grammys na premiação deste ano? “Ela agrada a todos com sua música, de quem tem 8 a 80 anos. Prova disso é o fato dela ter vendido 10 milhões de cópias do seu único álbum nos Estados Unidos”, explicou Caulfield. É Biebs, parece que não se trata de um perseguição - ou não? Dê sua opinião! LEIA MAIS: Nasce Vivian, primeira filha de Gisele Bündchen