Ryan Gosling luta pelo fim da crueldade com os porcos

E! News | Faz 3 anos

 
Ryan Gosling,

Theo Wargo/Getty Images



Galã & defensor dos animais






Ryan Gosling pode estar muito ocupado trabalhando em How to Catch a Monster, seu primeiro filme como diretor, mas encontrou um tempo na agenda para lutar – mais uma vez – pelo direito dos animais.

Siga o E! Online Brasil no Twitter

O ator se juntou à duas instituições, a Farm Sanctuary e a Humane Society International, para defender mais de um milhão de porcos de criação de fazendas canadenses, pedindo o fim de gaiolas reprodutoras.

LEIA MAIS: Assista Ryan Gosling dirigindo seu novo filme, How to Catch a Monster

"Eu aplaudo a NFACC por trabalhar para melhorar a vida dos porcos canadenses e espero que essa brecha seja fechada, proibindo as indústrias de carne suína de confinar os porcos por semanas seguidas – algo que eu nunca sonharia em fazer com [meu cachorro] George, e que nenhum canadense com compaixão pensaria em fazer com qualquer animal", escreveu ele no jornal Globe and Mail.

MAIS: Ryan Gosling se une ao PETA para defender os animais

Essa não é a primeira vez que Gosling se manifesta em defesa dos animais. Em abril deste ano, o ator de uniu ao PETA pedindo o fim da crueldade com bezerros em fazendas leiteiras.

Leve o E! Online Brasil no bolso! Baixe o aplicativo do E! na Apple Store, Google Play ou Blackberry App World

"Não há nenhuma razão – e nenhuma desculpa – para a cruel e desnecessária prática de dehorning continuar", escreveu Gosling.

"Dehorning" é um processo doloroso em que os bezerros têm seus chifres arrancados ou queimados ainda na cabeça.