Ryan Gosling admite que sempre quis roubar um banco

E! News | Faz 4 anos

 
Ryan Gosling, The Place Beyond the Pines

Focus Features




Ator realizou o "sonho" em seu novo filme






Apesar de ser considerado um ótimo partido por (quase) todos – afinal ele defende os animais, separa brigas na rua e ainda salva mulheres do atropelamento–, Ryan Gosling revelou que é um pouco perigoso.

Siga o E! Online Brasil no Twitter

Em entrevista ao jornal The Telegraph, o galã contou que uma de suas maiores fantasias de quando era criança era ser assaltante de banco, e em seu mais novo papel, em The Place Beyond the Pines, ele pode realiza-la.

"Eu tenho pensando em roubo de banco a minha vida toda e finalmente consegui fazer isso", contou o ator.

LEIA MAIS: James Franco revela que ama Ryan Gosling

"Estou lá com a arma e olho para as pessoas e elas estão rindo. Elas estavam aproveitando o show e acho que vi alguém me filmando pelo celular enquanto eu roubava o local", continuou ele, comentando a primeira vez que gravou a cena roubando um banco, em que o diretor Derek Cianfrance decidiu usar os funcionários de um banco real na filmagem.

Além de realizar o desejo de "roubar" um banco, The Place Beyond the Pines ainda possibilitou que Gosling andasse de moto, algo pelo que ele se interessa desde criança – e o interesse surgiu depois que o ator viu um acidente no meio da rua, como ele tentou explicar.

"Eu era só uma criança indo para a escola quando vi um cara sendo atropelado por uma moto e o motociclista deitado no meio da rua. Fui até ele e tinha sangue escorrendo de sua cabeça. Meu primeiro pensamento foi: preciso ter uma moto. Há algo errado com o meu cérebro. Depois eu economizei dinheiro e comprei uma bicicleta elétrica quando tinha uns 12 anos, sentei com ela no jardim por um ano, fingindo que estava dirigindo", contou ele.

Leve o E! Online Brasil no bolso! Baixe o aplicativo do E! na Apple Store, Google Play ou Blackberry App World

Mas o filme não é só sobre isso. "Eu amei fazer esse filme. Inicialmente, pensei que roubaria bancos em uma moto, mas na verdade é muito mais do que isso, muito mais profundo do que isso. Te dá a chance de voltar e re-explorar algumas experiências iniciais de quando você estava se tornando um pessoa. Você pode investiga-las de diferentes formas", continuou Gosling.