Rubén Limardo consegue ouro histórico para Venezuela

E! News | Faz 5 anos

 



O esgrimista venceu o norueguês Bartosz Piasecki na etapa final do torneio de espada por 14 a 10, e colocou no pescoço a medalha dourada que ficará na história olímpica da Venezuela. O país sul-americano não incluía uma medalha de ouro em seu currículo desde 1968 e em 112 anos de participação olímpica, nenhum dos seus esgrimistas tinha conseguido ganhar a tão cobiçada medalha. 

Limardo dominou desde o começo o duelo final que o tornou campeão olímpico, ainda que, no último momento, seu oponente tivesse corrido atrás de alguns pontos aproveitando de seu nervosismo e desconcentração.
 






Rubén Limardo é hoje o grande herói do esporte venezuelano, ele quebrou uma seca de medalhas que já durava muito tempo e que não correspondia ao nível competitivo demonstrado pelos seus esgrimistas em outros torneios. E sua grande vitória teve ainda mais mérito considerando a progressão intensa que o atleta apresentou durante toda a competição, onde sofreu mais nas primeiras rodadas do que nas lutas finais pelas medalhas.

Suas lágrimas e o entusiasmo que apresentava no lugar mais alto do pódio, demonstraram que a glória se faz a base de muito esforço, sobre tudo, da valiosa experiência que às vezes geram as decepções esportivas.