Robert Pattinson: “Nunca senti necessidade de perdoar”

E! News | Faz 3 anos

 
Robert Pattinson, Dior

www.dior.com




Ator falou sobre Kristen Stewart e a dificuldade de lidar com a fama






Não é de hoje que Robert Pattinson reclama de estar sempre no centro das atenções, sendo seguido por paparazzi o tempo todo e tendo sua vida investigada pela mídia.

Siga o E! Online Brasil no Twitter

Mas depois do fim de seu namoro com Kristen Stewart, no começo deste ano, a situação parece ter piorado para o ator, que tem sua vida pessoal sondada desde que estreou no papel de Edward Cullen, na saga Crepúsculo, com o qual conquistou milhares de fãs pelo mundo.

MAIS: Robert Pattinson diz que a fama é solitária

"Eu não esperava por nada disso e não pedi que isso acontecesse. Foi literalmente sorte. Eu tropecei de trabalho em trabalho. É difícil continuar são, é realmente difícil", declarou Rob à revista australiana Sunday Style.

"No começo eu nem mesmo percebi que minha vida tinha mudado tanto, porque estava sempre trabalhando. Acho que eventualmente vou me acostumar", continuou ele.

Apesar de evitar falar diretamente sobre o assunto Kristen Stewart e a traição da atriz com o diretor Rupert Sanders, o ator contou que nunca sentiu "necessidade de perdoar".

"Julgo as pessoas por suas ações. Eu realmente não me importo se isso é certo ou errado, dou a elas o benefício da dúvida. Se elas fizeram algo que eu não possa suportar, simplesmente as corto. Não há muita coisa que realmente me incomoda", disse ele.

LEIA TAMBÉM: Robert Pattinson fala sobre possibilidade de nova namorada



Robert Pattinson, Breaking Dawn Part 2 Premiere

Jordan Strauss/Invision/AP



Mesmo estando sempre impecável nos tapetes vermelhos – preferencialmente com ternos Gucci –, Pattinson contou que acha esse tipo de evento estressante.

"Eu fico muito ansioso, no segundo que entro no carro para ir ao evento, é quando de repente a ansiedade se dissipa completamente. Mas até o momento eu fico maluco", revelou o ator.

"Dismorfia corporal, ansiedade generalizada. Acho que é por causa dessas inseguranças tremendas que nunca encontrei uma forma de ser totalmente egoísta. Eu não tenho tanquinho, odeio academia. Fui assim a vida toda, nunca quero ficar sem camisa. Eu preferiria ficar bêbado", continuou.

RELEMBRE: Robert Pattinson mais hot do que nunca em comercial da Dior

Porém, Rob parece estar mais seguro com sua carreira atualmente. Afinal, depois da última parte da saga Crepúsculo, Amanhecer – Parte 2, ele já foi escalado para uma série de filmes. E só este ano já gravou The Rover e tem mais quatro filmes encaminhados: Maps to the Stars, Mission: Blacklist, Queen of the Desert e Hold on to Me.

Leve o E! Online Brasil no bolso! Baixe o aplicativo do E! na Apple Store, Google Play ou Blackberry App World

"Tenho 27 anos agora e sinto as pessoas olhando para mim de forma diferente. É um ano estranho. Com o fim de Crepúsculo e outros filmes que fiz, como Cosmopolis, de repente sinto que estou sendo tratado como um ator de verdade", declarou Robert.