Rihanna: vítima de racismo

E! News | Faz 2019 anos

 

Kika Press, PacificCoastNews.com



Enquanto estava em Lisboa, Portugal, para se apresentar com a turnê Loud, Rihanna foi vítima de preconceito ao cruzar com um homem em seu hotel que começou a insultá-la, chamando todas as mulheres negras de "cachorras".

Mas a cantora rapidamente reagiu aos ataques e, sem seguida, chamou o gerente do hotel.

"Conheci o homem mais racista do mundo!!!", escreveu ela em seu Twitter ontem, 18.






 "Este homem disse as maiores m**das sobres mulheres negras, chamando-nos de cachorras, vadias, que não somos as mesmas coisas e não devemos nos hospedar no mesmo hotel... Nem preciso dizer que a #NIGGA de dentro de mim saiu! Com sotaque e tudo! E acontece que o gerente do hotel era negro".

"E ele ainda coragem de humilhar os negros com seu ego branquinho!!! E nenhum negro lhe faria mal", continuou ela.

Mesmo assim, RiRi não deixou que o estranho acabasse com sua festa, e depois de se apresentar seguiu para Londres no domingo para fazer mais três shows no Reino Unido, e aproveitou para comemorar com sua equipe.

"Nós acabamos de ter nossa festa de ano novo/turnê de Natal!!! Nos transformamos em formandos de 80, e eu nunca tinha tido uma formatura! Foi muuuito divertido!"





LEIA TAMBÉM: Por que Beyoncé aconselhou Rihanna a tirar um ano sabático?