Ricky Martin admite que era homofóbico antes de se assumir gay

E! News | Faz 4 anos

 
Ricky Martin, GQ Australia

Reprodução / GQ Magazine



Cantor falou sobre o assunto em entrevista à revista GQ






Apesar de ter saído do armário em 2010, Ricky Martin admitiu recentemente que costumava lutar contra a própria sexualidade e até chegou a praticar bullying contra gays quando era mais novo.

Siga o E! Online Brasil no Twitter

"Eu olho para trás agora e percebo que fiz bullying com pessoas que eu sabia que eram gays. Eu tinha uma homofobia internalizada. Perceber isso foi como um confronto para mim. Eu queria sair dessa situação", contou o cantor à edição de setembro da revista GQ australiana.

LEIA TAMBÉM: Wentworth Miller, da série Prison Break, se assume gay

Para o cantor, os filhos gêmeos Matteo e Valentino, adotados com seu parceiro Carlos Gonzalez Abells, foram fundamentais no processo de aceitação.

"Eu não queria que eles crescessem em uma casa de mentiras... ou achando que há algo de errado em ser gay", continuou o cantor.

MAIS: Famosos que sairam do armário

Em 2010, Martin se assumiu gay através de um comunicado postado em seu site. "Eu tenho orgulho de dizer que sou um homem homossexual de sorte. Tenho muita sorte por ser quem eu sou", escreveu ele.

Leve o E! Online Brasil no bolso! Baixe o aplicativo do E! na Apple Store, Google Play ou Blackberry App World

No mesmo ano, ele afirmou não se arrepender da decisão em entrevista com Larry King. "Hoje, eu sou um homem gay. E tudo sobre isso parece certo. Se eu soubesse o quão bom seria, eu teria feito isso há dez anos", declarou.