Richard Gere declara, “A China é a maior hipocrisia que existe no mundo”

E! News | Faz 48 anos

 

Lisa O'Connor/ZumaPress.com



O astro de Pretty Woman sabe como virar notícia! Durante sua recente viagem à Índia ao lado de Dalai Lama, Richard Gere fez algumas declarações polêmicas sobre o sistema de governo na China.

"A China é um país muito difícil para se viver caso você queira ter liberdade de expressão, especialmente no Tibete. É muito errado pensar que os tibetanos podem deixar de lado suas fortes crenças budistas para adotar o comunismo chinês", declarou o premiado ator.






Gere esteve na Índia desde o início do ano para fazer parte de um evento organizado pelo líder espiritual budista Dalai Lama, cujo propósito é lutar pela paz mundial.

O ator tem se dedicado à religião budista por muitos anos e está usando sua imagem pública para ajudar a causa, acompanhado de Lama, que foi exilado do Tibete em 1959 após a ocupação da China.

Durante uma entrevista, Gere falou sobre sua visita ao país asiático em 1993, para participar de uma premiação de cinema.

"Fiquei muito intrigado ao ser convidado porque não entendi por que gostariam que eu participasse. Eu realmente pensei que algo poderia acontecer se eu decidisse ir, sendo assim pedi para ir com um de meus professores tibetanos e, embora o drama, conseguimos negociar. Quando visitei o Tibete vi uma grande miséria e tristeza e isso só piorou desde 1993 até agora".

Mesmo com suas polêmicas declarações, o ator acredita que o crescimento econômico da China vai atender às necessidades da população, que está cada vez mais educada e consciente sobre a maneira como o mundo realmente funciona.

"Ninguém quer viver na hipocrisia e a China é a maior hipocrisia que existe no mundo", disse Gere.