Revista GQ responde às críticas de Joseph Gordon-Levitt

E! News | Faz 5 anos

 

GQ Magazine



Ao contrário do que Joseph Gordon-Levitt acredita, a GQ não vê nada de errado com o que publicou na matéria sobre ele.

O ator, que estampa a edição de agosto da revista, criticou o que a repórter Amy Wallace escreveu sobre a morte de seu irmão, alegando que a matéria estava "factualmente errada".

Mas não de acordo com a revista...






LEIA MAIS: Após ser capa da GQ, Joseph Gordon-Levitt critica a revista





Isso porque Wallace "e suas editoras entenderam a dor que a morte de Dan causou na família Gordon-Levitt e, por isso, tentaram ser respeitosas - e breves - na forma de descrever a morte dele", o que a revista sentiu "ser um fato relevante na biografia de Joseph Gordon-Levitt", disse a publicação em um comunicado.

"A revista fica ao lado de sua reportagem, cujos fatos são totalmente apoiados - e foram confirmados detalhadamente - pelo departamento de polícia de Los Angeles".

O departamento policial disse ao E! News que Daniel Gordon-Levitt, de acordo com o atestado de óbito, morreu acidente de "intoxicação por cetamina", que é usada medicalmente como um anestésico muscular. Ed Winter, assistente legista, nos disse que a morte foi tratada inicialmente como "uma possível overdose".