"Ela não está respirando", diz parte da ligação de emergência do caso Whitney Houston

E! News | Faz 5 anos

 

Tibrina Hobson/WireImage; Lester Cohen/Getty Images



A assistente de Whitney Houston foi a pessoa infeliz que achou o corpo da cantora de costas na banheira da suíte em que estava hospedada, dia 11 de fevereiro no hotel Beverly Hilton.

Mas uma coisa ainda não ficou claro: se ela era a mulher "enfurecida" que ligou para a segurança do hotel e que ficava "desligando o telefone" antes mesmo que o atendente pudesse compreender toda a emergência e o que estava acontecendo.

(Clique em saiba mais para escutar a ligação de emergência)






A ligação de emergência que a polícia recebeu foi feita por um funcionário do hotel, cuja gravação foi divulgada nessas últimas horas.

"Aparentemente eu tenho aqui uma mulher de 46 anos achada na banheira", disse o rapaz no telefone, que se identificou como um "segurança do Beverly Hilton". "Isso é tudo que sei agora, mas eles estão precisando de paramédicos".

Depois o atendente procurou saber mais informações sobre o quadro da vítima e a ajuda que deveria prestar.

"Ela caiu ou estava na banheira com água", continuou o funcionário do hotel, logo se corrigindo que o quarto correto era o 434 e não o 464 como havia previamente dito.

Quando o perguntaram se a pessoa estava respirando, ele respondeu que "aparentemente não estava".

"Mas ela está respirando agora?", perguntou a pessoa do outro lado da linha.

"Eu não sei", disse o segurança.

Alguns segundos depois, ele disse, "A pessoa que me ligou estava desesperada e eu não consegui conversar com ela direito e saber o que estava acontecendo".

Mais uma pessoa o operador perguntou se ela estava respirando e a resposta permaneceu a mesma, "Não, ela não esta".

O segurança depois disse que estava indo ao quarto e o paramédico – do outro lado da linha - ofereceu para ficar no telefone para orientá-los com os primeiros socorros. Mas antes disse ele perguntou se alguém já tinha realizá-los, e o funcionário respondeu, "Não, ela ficava desligando o telefone na nossa cara".

A ligação terminou com o atendente prometendo enviar uma equipe médica ao local o mais rápido possível... Mas já era tarde demais.

Houston foi achada no quarto por volta das 15h30 (horário Los Angeles) e foi pronunciada morta no local às 15h55, depois que os paramédicos tentaram ressuscitá-la.

A autopsia concluiu que a causa da morte foi afogamento, com a influência de problemas de coração e uso de cocaína.

Ouça abaixo:









Whitney Houston: Uma vida

Yellow There