Polícia acredita que Leslie Carter tenha morrido de overdose

E! News | Faz 2019 anos

 

E! Entertainment/Frank Ockenfels



Novos detalhes sobre a misteriosa morte de Leslie Carter finalmente surgiram.

De acordo com relatórios policiais obtidos pelo E! News, a ex-estrela do nosso programa House of Carter morreu aos 25 anos de overdose, com três tipos de drogas prescritas em seu sistema.

O documento foi levado pelos oficiais que prestam o socorro, e segundo ele, os três frascos de remédios encontrados na casa da irmã de Nick e Aaron Carter foram Olanzapine, medicamento usado para tratar de esquizofrenia ou bipolaridade, relaxante muscular Cyclobenzaprine e Xanax, medicamento para ansiedade.






Apesar de a autópsia inicial ter sido inconclusiva, os exames toxicológicos estão sendo feitos.

Segundo um amigo da família Carter, os parentes de Leslie acreditam que a jovem faleceu de uma overdose destes três medicamentos.
No relatório da polícia, a avó da cantora, Ginger, encontrou o corpo por volta das 16h10 (horário de Los Angeles) no dia 31 de janeiro e imediatamente ligou para a polícia.

Leslie, junto com sua filha de apenas 10 meses, estavam morando com seu pai Robert em Buffalo, e segundo fontes do E! News, ela estaria tentando largar o vício de medicamento.

Ao ver seu corpo imóvel na cama, Robert realizou os primeiros socorros, mas sem sucesso. Ela foi pronunciada como morta às 16h59 no hospital.
Ginger afirmou que "Leslie aparentava bem na manhã da tragédia, mas as vezes parecia um pouco depressiva pela maneira que estava falando".
A avó de Ginger também disse aos policiais que Leslie tinha caído no chuveiro na manhã do dia 31 e passou a tarde dormindo enquanto ela cuidava da criança.

Quando Robert chegou em casa no meio da tarde percebeu que Leslie não estava respirando nem respondendo. Ela foi levada imediatamente para o hospital, onde pouco tempo depois, foi pronunciada morta.

Ironicamente, no relatório da polícia também há um detalhe estranho: enquanto Ginger relatava os acontecimentos, ela começou a passar mal aparentando uma possível "overdose de medicamento". Ela explicado que havia tomado um comprimido extra de Xanax para tentar superar a tragédia.
Os resultados completos da autópsia ainda serão liberados, mas amigos íntimos da família afirmando que "todos estão arrasados", mas "tentando seguir em frente e organizar o funeral".