Pedir desculpas não foi suficiente: Paris Hilton recebe castigo pelos comentários ofensivos

E! News | Faz 4 anos

 

Goff/INFphoto.com



Estrela disse, "A maioria dos gays deve ter AIDS"






Algumas vezes pedir perdão não é o suficiente.

Paris Hilton pediu desculpas - em duas ocasiões diferentes-  pelos comentários homofóbicos que fez na semana passada, mas agora ela sofre com as consequências.

Em comunicado oficial, a socialite disse: "Todos que estão perto de mim sabem que eu sempre dei grande apoio à comunidade gay. Eu sinto muito pela dor que causei aos meus amigos gays, fãs e familiares que ouviram meus comentários".

Siga o E! Online Brasil no Twitter e acompanhe tudo que acontece no mundo das estrelas

A loira é (ou era) uma estrela muito querida da comunidade homossexual, que agora jamais esquecerá suas palavras ofensivas.

O canal Logo, focado na comunidade GLS, decidiu banir o documentário Paris Hilton Inc, segundo confirmou o E! News. De acordo com o New York Post, a produção deveria estrear na segunda, mas uma fonte do jornal contou que as declarações de Paris fizeram com que o canal cancelasse a exibição.

No dia 7 de setembro, a socialite de 31 anos foi flagrada por um taxista dizendo que "os gays são as pessoas mais nojentas do mundo" e que "a maioria deles deve ter AIDS".