Os maiores destruidores de lares de Hollywood

E! News | Faz 5 anos

 
EFE
Um dos rumores do momento é o de que Larry David, criador da série Seinfield e protagonista de Crub Your Enthusiasm, é um destruidor de lares porque começou a sair com sua atual namorada, a atriz Amy Landecker, quando ela ainda estava casada. Esta situação nos faz pensar que há mais de uma celebridade em Hollywood que tem a terrível fama de ser destruidora de lares, o que nos levou a pensar em uma lista dos mais temidos de todos os tempos: Como não lembrar de Angelina Jolie, todos sabemos que ela foi a responsável pelo fim de um dos relacionamentos mais famosos de Hollywood, o de Brad Pitt e Jennifer Aniston, depois de estarem juntos há mais de 4 anos. E tão terrível é a fama de Angelina que Vanessa Paradis temeu quando seu marido Johnny Depp aceitou protagonizar ao lado dela o filme O Turista. Denise Richards nem sempre foi uma boa moça, o que foi provado quando ela decidiu seduzir Richie Sambora, que era o marido de uma de suas “melhores amigas”, Heather Locklear, há 11 anos. Um caso menos conhecido é o de Clare Danes, que em 2003, durante as filmagens de A Bela do Palco, causou uma impressão tão grande em Billy Crudup, que o fez se separar de sua namorada Mary-Louise Parker, que estava grávida de 7 meses de seu filho. SAIBA MAIS: Os casais da temporada Outro caso parecido, só que bem mais popular, é o de Britney Spears e Kevin Federline. O affair com Britney fez com que o dançarino abandonasse sua namorada Shar Jackson enquanto ela estava grávida do segundo filho, e apenas 3 meses depois de estarem juntos, o casal anunciou seu compromisso... O que aconteceu no mesmo mês que o babê de Kevin e Shar nasceu. Por último, o mais gótico de todos os triângulos amorosos, Marilyn Manson, Dita Von Teese e Evan Rachel Wood, a destruidora de lares. O rumor é que Marilyn e Dita se divorciaram porque o cantor teve um affair com Rachel, que era bem mais jovem. Mas, uma vez que o namoro com Rachel terminou, ele tentou se desculpar várias vezes por aquilo que chama de “um grande erro”.