Onde Brad Pitt e Angelina Jolie vão se casar? A capela do Chateau Miraval é uma ótima opção!

E! News | Faz 5 anos

 

AP Photo/Lionel Cironneau; Jason Merritt/Getty Images




Para Angelina Jolie e Brad Pitt o caminho até o casamento pode começar logo na porta da frente da casa deles.

Mas estamos falando de uma casa muito específica, no sul da França... Não só a propriedade de mil acres acomodaria uma super festa com tranquilidade, mas tem uma capela no térreo – e não é nenhuma estranha para o mundo do matrimonio.






LEIA MAIS: Os detalhes do casamento de Angelina Jolie e Brad Pitt





Tom Bove, que foi o dono do Chateau Miraval de 1992 a 2011 (Jolie e Pitt começaram a alugá-lo em 2008 antes da compra), contou com exclusividade ao E! News algumas particularidades que a cerimônia pode ter.

Vamos dizer... Parece o lugar perfeito para um altar.

"Miraval é absolutamente incrível", disse Bove, que é amigo do casal e definiu Angelina como "uma pessoa maravilhosa" e Brad como "muito esperto" e "com os pés no chão".

"São 2 quilômetros da estrada até a casa e depois mais 2 quilômetros até o final da propriedade", contou ele, "Então é muito remoto e bonito. E tem um cheiro especial – quando você passa por lá o ar tem o cheiro de jasmim, tomilho e alecrim"

Mas embora a propriedade da família Jolie-Pitt possa acomodar o Oscar, o Emmy e o Grammy ao mesmo tempo, apenas alguns poucos serão convidados para o casamento se o local escolhido for a capela do local.

Bove, cujo filho se casou lá, afirmou que a capela com estilo gótico francês – que foi construída em 1200 e foi reformada em 1880 – acomoda apenas 20 pessoas.





LEIA TAMBÉM: Cinco curiosidades sobre o anel de noivado de Angelina Jolie





"O terreno melhorou desde que eles se assumiram o controle", disse Bove, "Eles diminuíram um pouco da floresta e renovaram algumas partes. Miraval tem 20 conjuntos de terraços pelo terreno, cada um com meia milha, eles são enormes e são dos tempos Romanos, e Brad começou a reconstruí-los. A propriedade tem sido bem cuidada desde então. É um grande lugar e usa muita energia, e eu estou feliz por tê-la repassado a pessoas que vão manter um bom estado de conservação".

Ah, e a venda dos vinhos produzidos na propriedade também aumentou.

"Um dos vinhos que eles têm chama-se Pink Floyd", contou Bove, "Em homenagem a banda, porque eles gravaram The Wall no estúdio de gravação de Miraval. Para uma premiação musical da Suécia me pediram para escrever uma carta para celebrar o aniversário de 30 anos do ábum, e eu decidi nomear o vinho rose em homenagem a eles".

Só uma pergunta: O Roger Waters toca em casamentos?