Morte de Sage Stallone: tudo o que sabemos até o momento

E! News | Faz 5 anos

 

Albert Ferreira/Startraks




Na noite de 13 de julho, surgiu a notícia de que Sage Stallone – o mais velho dos cinco filhos de Sylvester Stallone e um dos dois que o ator teve com Sasha Czack – foi encontrado morto, em Los Angeles, pela empregada. O advogado de Sage, George Braunstein, contesta a versão dos tablóides de que seu cliente estivese morto há três ou quatro dias, contando ao E! News que Sage havia postado uma foto em seu Facebook 17 horas antes de ser encontrado pela funcionária da casa.

Pouco depois de saber da chocante tragédia – que aconteceu um dia depois da lenda de filmes de ação aparecer na Comic-Com, em San Diego, para promover seu mais novo longa, Os Mercenários 2 – Stallone emitiu um comunicado através de seu representante dizendo que "Sua compaixão e pensamentos estão com a mãe de Sage, Sasha. Sage era um jovem muito talentoso e sua perda será sentida para sempre". 










Mais tarde, naquele dia, a polícia confirmou ao E! News  que não havia sinais de arrombamento ou qualquer tipo de ação criminal na residência. Enquanto isso, o Coronel,  Ed Winter, mostrou aos repórteres as prescrições medicamentosas que estavam no local, com alguns outros itens, mas os investigadores não puderam revelar se tais medicamentos colaboraram na morte de Sage.

Dia 15 de julho, o escritório legista completou a autópsia de Sage. No entanto, os resultados permanecem pendentes, e os exames toxicológicos podem levar em torno de seis a oito semanas para serem concluídos.

Com diferentes itens das especulações não confirmados, de que Sage teria sofrido de uma overdose acidental, ou até mesmo se suicidado, Stallone fez um pedido: "Respeitem a memória de meu talentoso filho e centro de nosso universo. Eu estou humildemente implorando para que todos deixem a memória e alma de meu filho em paz".

Dia 16 de julho, a polícia de Los Angeles contou ao E! News que o caso ainda aguarda os resultados dos legistas e que os detetives da Robbery-Homicide Division ainda não concluíram o trabalho. Este departamento está colaborando no caso por se tratar de um homicídio envolvendo uma celebridade, então manterão as formações o mais internas possível, durante as investigações. A polícia ainda afirma que seus investigadores são incapazes de afirmar quais medicamentos foram encontrados na cena do crime. Ainda assim, um porta-voz acrescenta que é normal entrar em contato com os médicos quando os medicamentos podem ter sido determinantes na causa da morte. Dependendo do que eles encontrarem, eles podem averiguar com os médicos os registros de Sage.