Militante afegão diz que príncipe Harry pilota aviões bêbado e matou inocentes

E! News | Faz 5 anos

 

John Stillwell - Pool/Getty Images



Harry é piloto de ataque da armada britânica no Afeganistão






Príncipe Harry já começou o ano envolvido em mais polêmica! Dessa vez o gato não apareceu pelado em uma festa ou algo do gênero, mas acusado pelo ex-primeiro-ministro do Afeganistão e atual líder de uma facção militante (Hezb-e Islami), Gulbuddin Hekmatyar, de dirigir um helicóptero militar sob o efeito de álcool.

"O príncipe britânico vem ao Afeganistão para matar afegãos inocentes enquanto está bêbado. Ele quer caçar ‘mujahideens' com seus foguetes do helicóptero sem qualquer vergonha", disse Hekmatyar ao jornal Telegraph.

Siga o E! Online Brasil no Twitter e acompanhe as notícias mais quentes das celebridades!

LEIA MAIS: Kim Kardashian fala sobre gravidez

E continuou com acusações: "Parece que algumas autoridades britânicas ainda sonham com os tempos do século 18 e 19 e querem que seu embaixador seja tratado como um vice-rei e que seu príncipe saia de uniforme para caçar seres humanos e desempenhar o papel satânico que eles costumavam desempenhar no passado. Ele não compreende que a caça de leões e águias afegãs não é fácil. Chacais (se referindo ao príncipe) não podem caçar leões".

O Ministério da Defesa da Grã-Bretanha rejeitou as acusações: "É absurdo sugerir que qualquer piloto britânico estaria bêbado no comando de sua aeronave", disse um porta-voz. Ainda de acordo com o Telegraph, o ex-primeiro-ministro gravou as acusações em um local não revelado.

Ele deixou o Afeganistão nos anos 1990 e não se sabe onde vive desde então. Os Estados Unidos e consideram Hekmatyar um terrorista por apoiar os ataques da Al Qaeda ao país.

Harry está servindo ao exército britânico como piloto de helicóptero desde 2007 e essa foi a primeira vez que se envolveu em um escândalo desse tipo. Em 2014 a missão liderada pela Otan deve retirar quase todos os nove mil soldados do país, incluindo o integrante da família real.





Príncipe Harry: paródias