Mila Kunis é vítima de preconceito racial

E! News | Faz 5 anos

 

Splash News



Político ucraniano fez comentário antissemita sobre a atriz






Depois de comemorar a prisão do hacker que roubou suas fotos, Mila Kunis já está envolvida em mais uma polêmica, mesmo não tendo culpa pelo que aconteceu.

A comunidade judaica está enfurecida com o governo da Ucrânia depois que Igor Miroshnichenko, um político do país, usou um termo antissemita para se referir a atriz.





Siga o E! Online Brasil no Twitter e acompanhe as notícias mais quentes do mundo das celebridades





De acordo com o site TMZ, o político postou em seu Twitter que Mila não era uma verdadeira ucraniana por ser uma "zhydovka", palavra degradante usada durante o Holocausto, que pode ser entendida como "judia suja".

Após o comentário ser publicado, o famoso centro Simon Wisenthal, de Los Angeles, enviou uma carta ao primeiro ministro da Ucrânia para expressar sua indignação com o fato, pedindo que ele "condenasse publicamente esse ataque e tomasse medidas para acabar com as forças xenófobas que ameaçam a democracia".

No começo deste ano, a estrela de Ted comentou sobre sua infância na Ucrânia e como foi morar nos Estados Unidos.

"Toda minha família passou pelo Holocausto. Meus avós morreram e muitos não sobreviveram. Depois do Holocausto, na Russia não podíamos ter religião. Então meus pais me criaram para saber que era judia. Você sabe quem é por dentro, e quando estava na escola ainda via sinais antissemitas", declarou a atriz.

Kunis foi procurada pelo TMZ, mas não comentou o assunto.





LEIA MAIS:

E o grande vencedor do The X Factor é...

Simon Cowell assume romance com Carmen Electra

Harry Styles é apresentado à mãe de Taylor Swift