Madonna é processada na Rússia

E! News | Faz 5 anos

 

MIKHAIL METZEL/AFP/GettyImages



Ativistas reprimem apoio da cantora à comunidade gay






Certos ativistas russos não são muito fãs de Madonna... Muito menos da luta pelo direito de igualdade.

Durante seu show do dia 9 de agosto em St. Petersburg, a Material Girl pediu aos fãs que levantassem as mãos para apoiar a comunidade GLS, segundo relatos.

No entanto, segundo a lei de St. Petersburg, é ilegal 'promover' a homossexualidade entre menores de idade. O autor da lei se pronunciou e apontou que haviam crianças e pré-adolescentes de até 12 anos no show quando Madonna cometeu "o crime".

Nove ativistas agora estão processando a cantora, o organizador do show e a casa de espetáculo onde tudo aconteceu. No processo, eles pedem por aproximadamente U$ 10,5 milhões por indenização.

Como parte da queixa, os ativistas também relatam um vídeo protagonizado pela cantora, em que mostra ela pisando em uma cruz ortodoxa e também pedindo a plateia para levantar as suas pulseiras rosas em apoio à comunidade gay.