Lady Gaga lança a Born This Way Foundation ao lado de Oprah Winfrey

E! News | Faz 5 anos

 




Qual lugar melhor do que Harvard para Lady Gaga levar o mundo à escola?!

A cantora, sua mãe, Cynthia, e Oprah Winfrey estavam no teatro da universadade da Ivy League para lançar a Born This Way Foundation, de Gaga.

Que, ao contrário da reputação da cantora de fervorosa defensora anti-bullying, não é uma instituição contra o bullying. E não, Oprah, os três pilares da organização não são "bravura, aceitação e amor".






LEIA TAMBÉM: Lady Gaga estará em Homens de Preto 3!





"Esses são... bom, esses são três aspectos importantes da fundação", disse Lady Gaga corrigindo a apresentadora, "Mas os três pilares são SSO. Lembre disso hoje, me deixaria muito feliz: Segurança, habilidades e oportunidades ("Safety, Skills Opportunity").".

"Eu quero ajudar, eu quero ser corajosa, quero ser mais tolerante com o universo", disse a cantora sobre o que a levou a fundar a Born This Way Foundation, que ela descreveu como "capacitadora de jovens".

"Eu quero que exista mais aceitação. O que eu percebi mais do que tudo, foi que eu não quero que esse diálogo acabe".

"Isso é para uma mudança cultural em um período de tempo", continuou ela.

Lady Gaga ainda anunciou que os fãs devem ficar atentos ao Born Brave Bus, que irá viajar junto com o ônibus de sua turnê e servir de ponto de encontro para jovens que querem falar sobre suas vidas.

"Vai receber todo mundo com qualquer tipo de vida, se tiver ou não um ingresso para o show, você pode ir e falar sobre amor, aceitação, gentileza e além", explicou ela.






Ela ainda admitiu que não tem todas as respostas, e que ela está brincando de ser o membro que o Dr. Deepak Copra preveu para ela quando brincou que Lady Gaga seria uma líder global.

"Eu gostaria que todos se vissem como líderes globais. Eu acho que é o que quero dizer quando digo que todos nascem estrelas".

"Quando eu digo que precisa de muito pouco para mudar o mundo", continuou ela, "Eu realmente acho isso. Se cada um mudar um poquinho para melhor... Eu acredito que será bem fácil mudar o mundo. O único problema é que existem muitos de nós".

"A mudança pode ser em 50 anos. E se eu estiver morta, eu não me importo, só espero que aconteça".