Kirsten Dunst consegue ordem de restrição de três anos

E! News | Faz 47 anos

 

Alberto E. Rodriguez/Getty Images



Ela pode até já ter interpretado Maria Antonieta, mas temos certeza que Kirsten Dunst não é fã de garotos franceses.

A estrela conseguiu uma ordem judicial de três anos contra Jean Christopher Prudhon, um cidadão francês por quem ela alega ter sido seguida.

Aqui está o que rolou no tribunal na última segunda-feira, 09...






A juiza Carol Boas Goodson, de Los Angeles, atendeu ao pedido feito em dezembro dos advogados de Kirsten para estender uma ordem de proteção da atriz após dois terríveis episódios com Jean.

Primeiro o francês bombardeou a atriz com mais de 50 cartas e não satisfeito apareceu na casa de sua mãe, tudo isso com o intuito de encontrá-la e conhecê-la.

A audiência deveria ter acontecido no dia 21 de dezembro do ano passado, mas Prudhorn não estava na França na data do julgamento, por isso Goodson adiou a audiência para esse mês.

Nem Dunst nem Prudhon participaram da audiência desta segunda.

Por ordem de proteção o francês deve permanecer no mínimo cem metrôs de distância da estrela. Dunst deve ter ficado feliz com a boa notícia, afinal ela está passando por um ótimo momento em sua carreira, principalmente pelos elogios que tem recebido por sua atuação em Melancolia, que está sendo cada vez mais falado pelos críticos de todo mundo.

E vocês, o que fariam se um "fã" aparecesse na casa da sua mãe?