Kim Kardashian fala sobre a nova temporada de Keeping Up With the Kardashians

E! News | Faz 5 anos

 

AKM-GSI



Estrela do E! também falou sobre Kanye West e contou que está em um momento "muito feliz"






Antes da estreia da sétima temporada de Keeping Up With the Kardashians, Kim Kardashian conversou com o E! durante sua estadia em Londres.

E além de falar sobre o que está por vir no reality, ela falou um pouco sobre a vida pessoal e o fim de seu casamento com Kris Humphries – que, apesar do divórcio ter sido pedido em outubro, ainda não foi finalizado.





Sétima temporada de Keeping Up With the Kardashians estreia no E!





Sobre o sucesso da série, Kim falou, "Acho que qualquer um pode sentir empatia por alguém da família e ver que somos bastante normais, mas com um toque de glamour e brilho de Hollywood" e contou que está animada para assistir, já que a nova temporada foi a mais divertida para ela até agora, mesmo com tudo que aconteceu.





LEIA TAMBÉM: Kim Kardashian tem estrela na Calçada da Fama negada





A estrela do E! decidiu não falar tanto sobre sua vida pessoal agora que está namorando com Kanye West, mas falou sobre o fim de seu casamento e que não vai desistir de realizar o sonho de ser casada e ter filhos.

"Eu sempre fui uma romântica incorrigível, desde que era muito jovem. O sucesso, para mim, é estar casada e ter filhos, é tudo o que eu sempre quis. Eu me apaixonei, e foi muito rápido, depois fui morar com ele e percebi, quando a realidade se estabeleceu, que não era a pessoa certa", disse ela, "Isso não significa que essa pessoa seja ruim, ou que eu seja. Se não dá certo, você tem de seguir em frente e virar a página. Todo mundo quer se apaixonar, todo mundo quer se sentir sempre assim.".

E, apesar de Kim ainda ter que enfrentar Humphries nos tribunais para conseguir seu divórcio, é inegável que Kanye está fazendo muito bem para ela.

"Estou em um momento muito feliz. Obviamente tive um ano difícil, mas eu aceito tudo como é", disse ela, "Foi muito difícil passar por tudo isso na televisão, mas com ou sem as câmeras teria acontecido a mesma coisa".