Kate Middleton e Príncipe William aderiram ao acordo pré-nupcial?

E! News, The Royal Wedding, | Faz 6 anos

 
David Cheskin/Press Association via Getty Images
Antes desse casamento real em particular, ninguém que pertencesse aos territórios e palácios da Rainha jamais pensou em requerer um acordo pré-nupcial, nem mesmo o Príncipe Charles, que se casou no relativamente recente ano de 1981. Mas, e o Príncipe William? Bem... Só para constar, a família não está dizendo que Kate deve assinar um documento que dê limites aos seus direitos à riqueza do príncipe. Esta é uma família que é ferozmente protetora de sua dignidade. Reconhecer um acordo pré-nupcial provavelmente não seria muito bem visto à imagem deles... Mas o top advogado de divórcios nos disse, “não fique chocado se Kate Will terem assinado um documento sob a compreensão jurídica secretamente”. Mas por que? Bom, por um motivo. Porque eles podem. “Curiosamente, até muito recentemente, não havia nenhuma autoridade legal para fazer os acordos pré-nupciais na Grã-Bretanha”, diz Norman S. Heller, sócio e líder do grupo da prática matrimonial no escritório de advocacia Blank Rome. Em outras palavras, para a maioria de sua história, a Grã-Bretanha nunca reconheceu legalmente os acordos pré-nupciais. Tais acordos não poderiam ser aplicadas pelos tribunais ali até antes de outubro do ano passado. (Note-se que, até algumas centenas de anos atrás, a realeza britânica realmente nunca teve que levar os cônjuges ao tribunal o divórcio. Eles podiam realizar um julgamento simples e depois aplicá-los). “Então”, concluiu Heller, “a questão torna-se, ‘Mas por que eles não deveriam ter um acordo pré-nupcial?” Boa pergunta, especialmente se lembrarmos do muito feio divórcio (e muito público) que os pais de William sofreram na década de 1990, permitindo à Diana ir embora com supostos US$ 28 milhões. No total, sabe-se que a grana da Rainha gira em torno de U$ 450 milhões – não exatamente um status bilionário de Bill Gates, mas ainda uma boa indicação do tipo de patrimônio que William poderá encarar algum dia no futuro.