Kate Middleton contrata advogado de John Galliano para cuidar do caso das fotos

E! News | Faz 5 anos

 

ILLIAM WEST/AFP/GettyImages




Casal real quer processar a revista que as publicou






Não brinque com a coroa britânica. Pelo menos, essa é a mensagem que Kate Middleton e Príncipe William querem passar para a revista francesa Closer, que publicou as fotos do topless da Duquesa de Cambridge na semana passada.

O casal real contratou Aurélien Hamelle, mesmo advogado que representou John Galliano no ano passado, para apresentar uma queixa criminal sobre as fotos e pedir indenização e uma liminar contra qualquer publicação futura.

De acordo com o documento apresentador por Hamelle na corte, as fotos foram tiradas "em um momento altamente íntimo durante uma cena da vida de casados e não têm lugar na capa de uma revista".

Além disso, o advogado também comparou o fato de Kate ser perseguida pela mídia com a "caça fatal" dos paparazzi a Princesa Diana.

A corte irá avaliar o caso ainda hoje, enquanto o Duque e a Duquesa continuam o tour do Diamond Jubilee da Reinha pelo Pacífico Sul.

E quanto aos fotógrafos responsáveis pelos cliques, segundo uma fonte do Palácio de St. James disse ao Telegraph, "documentos da queixa criminal foram arquivados" na manhã de ontem, 17, na França. "Agora os promotores franceses irão decidir se investigam ou não a queixa".