John Galliano é demitido da própria marca

E! News | Faz 6 anos

 

Todo mundo aí lembra da controvérsia “John Galliano”? Primeiro ele foi preso e brevemente detido após ser acusado de fazer comentários anti-semitas em Paris. O problema – na França – é que há regras sobre discursos de ódio, ainda mais quando feitos em público. O problema ficou maior ainda quando um vídeo foi divulgado alguns dias depois – desta vez Galliano se encontrava bêbado, fazendo comentários anti-semitas e afirmando “amar Hitler”. Sem mais nem menos,  a Christian Dior decidiu demitir o estilista no mês passado. E para piorar a situação agora surgiu a mais nova! O britânico foi demitido da marca que leva seu próprio nome, depois que o Conselho de Administração da empresa, controlada em 91% pela maison Christian Dior, anunciou a decisão. Oh, John! Que destino você terá? A Dior não divulgou o que pretende fazer com a marca John Galliano a partir de agora, e que a grife será mantida até que se decida seu futuro. A equipe de estilo continua trabalhando e a pré-coleção verão 2012 está sendo produzida. Segundo o site WWD, está descartada, no entanto, a venda da grife, que teria diversos grupos interessados, incluindo o italiano Ittierre SpA, empresários chineses e também do Oriente Médio. Certamente este pode ser considerado o pior dia da vida de Galliano.