James Cameron plagiou "Avatar"?!

E! News | Faz 47 anos

 

Twentieth Century Fox



Se fizermos um resumo anual, podemos dizer que em 2011 aumentaram as acusações de plágio. Rihanna, Britney Spears, Lady Gaga, Joe Jonas, e até Angelina Jolie, sendo algumas estrelas que tiveram que defender suas reputações.

Agora outro famoso personagem de Hollywood terá que provar a sua inocência...

Um antigo colaborador de James Cameron fez uma queixa alegando que ele roubou a ideia para fazer Avatar, apresentando um documento escrito no Tribunal Superior de Los Angeles nesta quinta-feira, 08.






Conforme publicado no The Hollywood Reporter, o diretor canadense e sua empresa Lightstorm Entertainment estão sendo acusados de não estarem autorizados a produzir a história de ficção científica,  escrita pelo autor Eric Ryder em 1999.

Além disso, o jovem assegurou que ao fazer sua história também pensou em todos os efeitos visuais em 3D, assim como em todo o roteiro.

Outro argumento que foi usado é que a história escrita por Ryder tem muitos pontos em comum com o filme de sucesso.





Principalmente no trecho que fala da história: "sobre a colonização de um grupo e o falta de recursos naturais em uma exuberante e maravilhosa lua distante, onde um espião é enviado para conter a rebelião desses seres com características humanas. Mas aí ele começa a conviver com estes seres e se apaixona especialmente por um deles, realizando uma transformação espiritual onde, ao longo do tempo. ele se torna o líder da revolta dos seres lunares contra as práticas da empresa de mineração".

O ex-funcionário de Lightstorm afirmou que após mostrar o seu projeto, a companhia rejeitou sua ideia porque os executivos argumentaram que ninguém estaria interessado em ver uma aventura de ficção com temáticas ambientais.

O que não entendemos é que se isso for verdade, porque ele não processou Cameron e sua produtora mais cedo? Afinal o filme foi lançado em dezembro de 2009!

Será que ele só descobriu isso agora?!

Os documentos apresentados mostram que os prejudicados estão em negociação com os estúdios há um bom tempo e só irão parar o processo quando receberem alguma oferta.