Homem que invadiu o Facebook de Selena Gomez é condenado a um ano de prisão

E! News | Faz 5 anos

 

Brabus/PacificCoastNews.com



Pois é, quando o sol se pôr, esse cara estará atrás das grades.

Um homem britânico que invadiu a página de Selena Gomez no Facebook, em janeiro de 2011, foi condenado a um ano de prisão.

Para o tabloide The Sun, Gareth Crosskey se passou como padrasto da estrela da Disney, Brian Teefey, e conseguiu convencer o staff do Facebook a trocar a senha da cantora, dando-lhe acesso ao perfil completo. 






Desta forma ele conseguiu ler todas as mensagens de Gomez e Justin Bieber, antes do relacionamento deles se tornar público.

O empregado de uma rede de fast-food foi preso após uma sondagem conjunta da divisão de crimes cibernéticos da Polícia Metropolitana de Londres e o FBI, que rastreou o computador do garoto através de seu IP. 

Mas não antes dele ter postado "Justin Bieber sucks" na página da cantora e atriz e publicar e-mails entre Gomez e sua melhor amiga, Demi Lovato.

Segundo os promotores, Crosskey escreveu para Teefey alegando ter acesso às quatro contas de email de sua filha e ter copiado mensagens entre Gomez e Bieber. Ele também postou um vídeo no Youtube mostrando como ele invadiu a conta da cantora e se vangloriando por isso. E, por último, mas não menos importante, ele estendeu a mão a vários tabloides e se ofereceu para dar-lhes informações sobre Selena.

"As pessoas merecem privacidade e não devem ter suas correspondências privadas publicadas", disse o juiz John Price ao réu, antes de condená-lo a uma sentença de 12 meses.

Esta não é a primeira vez que Selena teve hóspedes indesejados em suas páginas sociais ou contas particulares de e-mail. Um homem de Illinois, que foi acusado de assediar e perseguir Selena, teve seu caso julgado em novembro do ano passado, e recorreu da ordem de ficar detido por três anos.

Nenhum representante de Gomez estava disponível para comentar sobre o assunto.