Hit de Justin Timberlake, Take Back the Night, causa polêmica

E! News | Faz 3 anos

 
Justin Timberlake

VEVO




Nome é o mesmo de grupo de apoio às vítimas de violência sexual






Apesar de Take Back the Night, o primeiro single do segundo volume do álbum The 20/20 Experience, ter sido lançado na semana passada, a música já se tornou um hit – e já criou polêmica.

Siga o E! Online Brasil no Twitter

Isso porquê Take Back the Night também é o nome de uma organização internacional de apoio às vítimas de violência sexual, que existe há cerca de 40 anos.

LEIA MAIS: Justin Timberlake lança novo single, Take Back the Night – ouça aqui

"Com o lançamento de Take Back the Night, me avisaram que existe uma organização com o mesmo nome chamada The Take Back the Night Foundation. Eu queria usar essa oportunidade para deixar claro que nenhuma música ou letra minha tem qualquer tipo de associação com a organização", afirmou Justin Timberlake através de um comunicado enviado ao E! News.

Porém, o cantor reconhece que essa pode ser uma boa oportunidade para trazer o assunto à tona.



Justin Timberlake

VEVO




"Aprendi mais sobre a The Take Back the Night Foundation, estou movido pelos esforços contra a violência contra a mulher, para criar comunidades seguras e encorajar relacionamentos respeitosos – algo que todos deveríamos levar em conta. Espero que essa coincidência traga mais conscientização sobre essa causa", continuou Timberlake.

Mesmo assim, a instituição não ficou nada feliz com tal "coincidência".

Leve o E! Online Brasil no bolso! Baixe o aplicativo do E! na Apple Store, Google Play ou Blackberry App World

"Todos na Take Back the Night estão chocados, porque normalmente nos perguntam quando querem usar o nome. Normalmente entidades tão grandes como Justin Timberlake são muito gentis em apoiar nossa causa", disse a diretora executiva da organização, Katherine Koestner, ao Radar Online.

MAIS: Clipe de Justin Timberlake é banido do YouTube

"A letra é definitivamente muito sexual e não totalmente clara contra a violência sexual. ‘Me use', por exemplo, não é uma boa frase para ninguém associado à organização... Nós tentamos contatá-lo pelo site e ter uma resposta, depois mandamos uma carta do nosso departamento legal dizendo ‘você usou nosso nome sem autorização'. O advogado dele respondeu dizendo que eles sentem muito, ele disse, ‘Justin é um bom homem!', eles afirmam que ele nunca ouviu falar de nós antes de escrever a música", continuou ela.