Gary Dourdan, ex-CSI, corre contra o tempo para não ser preso

E! News | Faz 5 anos

 

Frederick M. Brown/Getty Images



A ex-estrela de CSI, Gary Dourdan precisou enfrentar uma corrida para evitar a cadeia, mas, calma, não estamos falando de uma fuga.

O ator propenso a problemas estava prestes a receber um mandado de prisão na manhã de ontem, 21, depois de ter faltado a uma audiência obrigatória de seu caso de violência doméstica.






De acordo com o advogado de Dourdan, o ator estava no Marrocos trabalhando em um projeto, e, por isso, não conseguiu voltar a tempo da audiência. E, para complicar ainda mais, o advogado chefe também não compareceu devido a formatura do filho na Universidade de Direito de Columbia.

A juíza responsável pelo caso, Stephanie Sautner (a mesma que cuidou do caso de Lindsay Lohan) afirmou que o novo voo do ator deveria chegar ao aeroporto de Los Angeles até 12h45 e que ele deveria seguir para a corte imediatamente em seguida.

Felizmente, os deuses das viagens aéreas ajudaram, e Dourdan chegou 45 minutos antes do horário limite para a nova audiência começar.

Do lado de fora, um aliviado Dourdan contou ao E! News que ele está "pronto para que tudo isso acabe".

A nova audiência do caso foi marcada para o dia 7 de junho.

O ator foi preso em novembro do ano passado após sua ex-namorada, Nicole Vail Cannizzaro, prestar queixas afirmando que ele havia dado um soco nela, o que teria quebrado seu nariz.

Mas em sua audiência no mês passado, Dourdan afirmou ao E! News que era inocente, "Eu esperei por muito tempo e não tive a voz. Tem sido difícil, mas precisam saber das coisas certas. Eu não fiz isso".

Além desse caso, o ator que ficou conhecido por seu papel em CSI, já passou por uma batalha contra as drogas e por problemas financeiros desde que deixou a série em 2008.