Festival de Cinema de Gramado: Leandra Leal leva estatueta de melhor atriz

E! News | Faz 3 anos

 
Famosos Festival de Cinema de Gramado

E! Online Brasil




Confira a lista completa de vencedores!






Na noite deste sábado, 17, aconteceu em Gramado, Rio Grande do Sul, a premiação do 41º Festival de Cinema de Gramado e Leandra Leal, que está no ar atualmente em Saramandaia, merece destaque, já que ganhou - como esperado - o kikito (estatueta) de melhor atriz pela sua atuação esplendorosa em Éden, um drama de tirar o fôlego.

LEIA MAIS: Carminha ou Félix? Adriana Esteves revela vilão preferido!

Em entrevista ao E! Online Brasil, a atriz que estava visivelmente nervosa, afirmou que estava muito "feliz" com a indicação ao prêmio. Mudando de assunto, questionamos à estrela sobre o que era mais difícil de fazer: uma cena de sexo com Mariana Ximenes (no filme O Uivo da Gaita, que será lançado em breve) ou uma cena dramática em Éden. Sem jeito e tentando fugir da questão, Leandra afirmou: "Não sei te responder".

LEIA MAIS: Rodrigo Lombardi fala sobre polêmica depilação de Nanda Costa

Outro filme que mereceu destaque na noite foi Acalanto, que na categoria de curta-metragem brasileiro levou seis kikitos. Já na categoria de longas estrangeiros, o filme que chamou a atenção do júri foi Cazando Luciérnagas, de Roberto Flores, que levou quase todas as estatuetas. Nos longas brasileiros, Tatuagem foi o mais premiado da noite com três kikitos.

Confira abaixo a lista completa de vencedores:

Curta-metragem:

Melhor desenho de som: Tomou Café e Esperou

Melhor trilha musical: Acalanto

Melhor direção de arte: Acalanto Melhor montagem: Merda!

Melhor fotografia: Arapuca

Melhor roteiro: A Navalha do Avô

Melhor atriz: Léa Garcia, Acalanto

Melhor ator: Kauê Telloli, A Navalha do Avô


Prêmio especial do júri: Os Filmes Estão Vivos

Prêmio do júri menção honrosa: Carregadores do Monte

Melhor filme júri popular: Acalanto

Melhor diretor: Arturo Saboia, Acalanto

Melhor filme: Acalanto Prêmio canal Brasil: A Navalha do Avô

 

Prêmio Dom Quixote:

Menção honrosa: Faroeste: 1 Mês Antes do Fim do Mundo, Venimos de Muy Lejos,  Repare Bem

 

Longa-metragem estrangeiro:

Melhor fotografia: Cazando Luciérnagas

Melhor roteiro: Cazando Luciérnagas

Melhor atriz: Valentina Abril, Cazando Luciérnagas

Melhor ator: César Troncoso, A Oeste do Fim do Mundo

Prêmio especial do júri: Venimos de Muy Lejos

Melhor filme júri popular: A Oeste do Fim do Mundo

Melhor diretor: Roberto Flores Prieto, Cazando Luciérnagas

Melhor filme: Repare Bem

 

Júri da crítica

Melhor curta brasileiro:  Os Filmes Estão Vivos

Melhor longa estrangeiro: Repare Bem Melhor

Melhor longa brasileiro: Tatuagem

 

Longa-metragem brasileiro:

Melhor atriz coadjuvante: Clarisse Abujamra, A Coleção Invisível

Melhor ator coadjuvante: Walmor Chagas, A Coleção Invisível

Melhor desenho de som: Edson Seco, Éden

Melhor trilha musical: Dj Dolores, Tatuagem Melhor

Direção de arte: Eloar Guazzelli e Pilar Prado, Até que a Sbórnia nos Separe Melhor montagem: Os Amigos

Melhor fotografia: A Bruta Flor do Querer

Melhor roteiro: Primeiro Dia de Um Ano Qualquer

Melhor atriz: Leandra Leal, Éden

Melhor ator: Irandhir Santos, Tatuagem

Prêmio especial do júri: Revelando Sebastião Salgado, de Betse de Paula

Melhor filme júri popular: Até Que a Sbórnia nos Separe e A Coleção Invisível

Melhor diretor: Andradina Azevedo e Dida Andrade,  A Bruta Flor do Querer

Melhor Filme: Tatuagem