Ex-presidente da Argentina morreu hoje vítima de um ataque cardíaco

E! News | Faz 7 anos

 
AFP
Néstor Kirchner, 60, ex-presidente da Argentina, morreu hoje pela manhã, vítima de um ataque cardíaco. De acordo com o seu médico, Dr. Buonomo, "Foi uma morte súbita". Ele passou mal em casa e sua mulher, sua sucessora e atual presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, estava ao seu lado. Ele faleceu após ter sido internado com problemas de saúde no hospital José Formenti, na província de Santa Cruz. Porém, poucas horas mais tarde, depois do susto do incidente, o médico Buonomo contou um pouco mais do caso: o motivo da morte foi uma parada cardiorrespiratória não traumática e que os médicos do ex-presidente não conseguiram reanimá-lo. De acordo com o Ministro do Trabalho, Carlos Tomada, o corpo de Néstor está sendo transportado para Buenos Aires, com velório agendado para amanhã, 28, na Casa Rosada. O presidente venezuelano Hugo Chávez enviou uma mensagem pelo Twitter para a viúva Cristina Fernández Kirchner, "Ai, minha querida Cristina...Quanta dor! Que grande perda sofre a Argentina e a nossa América! Viva Kirchner para sempre!!”.