Ex de Kate Moss condenado a seis meses de cadeia

E! News | Faz 6 anos

 
BANG!
O cantor da banda The Libertines, que também é ex-namorado da top Kate Moss, foi detido em março em conexão com as drogas relacionadas à morte de Robin Whitehead. Pete Doherty compareceu ao tribunal de Londres, Snaresbrook Crown Court, hoje, 20, e confessou ser culpado por posse de drogas do tipo A. Vai enfretar um tempinho na cadeia. Doherty, que já foi preso duas vezes por delito de drogas, vai passar seis meses atrás das grades. Em março de 2009, Doherty e mais quatro pessoas foram detidas após a cineasta de 27 anos, Whitehead, ter morrido com suspeita de overdose em janeiro de 2009 em um apartamento em Londres. Whitehead estava fazendo um documentário sobre a vida de Doherty na época e ele admitiu ter visitado a casa da cineasta um dia antes do incidente e um dia depois, mas não no dia que ela morreu. De acordo com ele, na noite da tragédia ele estava em sua casa em Wiltshire. O cantor de Can't Stand Me Now também disse que ficou arrasado com a morte da garota e que perdeu “ uma das suas melhores amigas”. Peter, de 32 anos, escreveu em seu blog, “Preciso pensar. Preciso me explicar. O pai de Robin me mandou uma mensagem dizendo que eu era um ‘covarde e sem vergonha’ e que deveria ser o culpado. Ela sempre me falava do pai dela, Peter Whitehead. Ela o amava. Ela ficaria arrasada se ela soubesse que eu não fui convidado para o enterro”. “Ela era a minha melhor amiga, seu velho ridículo. Não há pessoa que irá substituí-la”.