Eminem é acusado de homofobia

E! News | Faz 3 anos

 
Eminem, SNL

Dana Edelson/NBC




Rapper se explicou após polêmica






O novo álbum de Eminem, Marshall Mathers LP 2, acabou de ser lançado, mas já está criando algumas polêmicas. A mais nova delas é que o rapper está sendo acusado de homofobia depois de usar certos termos na música Rap God.

No trecho que despertou a fúria de alguns fãs, Eminem diz: "Garotinho que parece gay / Tão gay que eu nem posso dizer isso parecendo um cara hetero".

Mas, em entrevista à revista Rolling Stone, o rapper tentou explicar o conceito da música para os fãs.

Siga o E! Online Brasil no Twitter

"Eu não sei como dizer isso sem repetir o que já disse milhões de vezes. Mas uso essas palavras em batalhas de rap, nunca realmente pensei nelas", declarou Eminem.

Quando questionado se não queria mesmo dizer "homossexual", o rapper respondeu: "Era mais como chamar alguém de vadia ou punk ou cuz*o. Isso fica voltando na minha cabeça, de ser livre para dizer o que quiser dizer e não me preocupar se vai ou não afetar as pessoas. E sem dizer se isso é certo ou errado, mas nesse ponto da minha carreira, eu digo muita m*rda que não foi pensada".

Leve o E! Online Brasil no bolso! Baixe o aplicativo do E! na Apple Store, Google Play ou Blackberry App World

"Eu tiro sarro das outras pessoas e de mim mesmo. Mas o eu real está sentado aqui falando que não tem problemas com gays, heteros, transexuais. Sou grato por vivermos em um tempo em que as pessoas podem viver suas vidas e se expressarem. E não sei como dizer isso de outra forma, mas ainda me vejo da mesma forma de quando estava lutando e estava quebrado", continuou ele.