Del Potro faz um esforço titânico, mas não supera Federer

E! News | Faz 4 anos

 
O tenista argentino foi derrotado pelo número 1 do mundo, por 6 a 3, 6 a7 e 17 a 19 no jogo mais equilibrado e intenso do torneio olímpico realizado nas instalações de Wimbledon. Del Potro, que participava pela primeira vez das Olimpíadas, fez seu rival sofrer na luta por uma vaga na rodada final onde ambos apresentaram o seu melhor jogo em quatro horas de partida, a mais longa na história do tênis Olímpico, que manteve o público apreensivo até o fim. Tanto o suíço como o argentino representaram em suas partidas, com exceção dos jogos perdidos por Federer no primeiro set, em nenhum outro dava opção para seu rival quando assumia a liderança em seu saque. O jogo, disputado ao melhor de três sets, estendeu-se tanto porque cada ponto foi jogado até a saciedade dos dois competidores. Del Potro mostrou durante todo o jogo uma boa forma, e também, chegou a altura da qualidade técnica de Federer com certeiros e precisos e disparos que demonstraram a dedicação vigorante para ir até o final com o atual campeão de Wimbledon. Apesar do aparente bom resultado, Del Potro teve várias chances para quebrar o jogo do suíço durante o segundo set, mas quando mais perto conseguia chegar, Federer respondia com um melhor empenho confirmando sua condição como lenda do tênis. E isso durou até o final do encontro épico, um espetáculo que misturou tensão, suspense e, acima de tudo, uma exibição magistral de tênis digno de final. No entanto, o suíço quem ficou, pela primeira vez em sua carreira, com o ouro olímpico, enquanto Del Potro terá que se contentar com bronze.