Corpo encontrado em casa de campo do Príncipe William é de uma jovem de 17 anos

E! News | Faz 2019 anos

 

Flynet UK/FameFlynet Pictures



Finalmente temos detalhes do incidente bizarro que se aconteceu na casa de campo da Rainha Elizabeth em Sandringham na véspera de Ano Novo.

Como os fãs da realeza britânica já sabem Príncipes William e Harry, junto com Kate Middleton, passaram o Natal na residência real de 20 mil acres em Norfolk, Reino Unido, e para a surpresa deles, alguns dias antes de deixarem o local, enquanto passeavam com os cachorros, encontraram restos de uma pessoa em um campo um pouco afastado da casa.

E isso é o que a polícia de Norfolk afirmou. Clique em saiba mais para ler a história completa:






De acordo com os relatos da mídia britânica, o corpo é da jovem Alisa Dmitrijeva, de 17 anos, que estava sumida desde o dia 31 de agosto do ano passado.

Investigadores confirmaram a identidade da vítima pela impressão digital e pelo teste de DNA feito com um pedaço de osso da coxa. Ainda de acordo com eles, é altamente improvável que ela tenha morrido de causas naturais, apesar de não ter evidência alguma de violência, ferimentos acidentais ou machucados de armas.

Oficiais de Norfolk estão a procura de testemunhas que possam ter visto a garota na época que ela foi dada como sumida.

A polícia confirmou que já conversou com dois homens que dizem conhecer Alisa e que confessaram que deram uma carona a ela no dia 31 de agosto em um Lexus de cor verde. "Ela claramente conhecia estes rapazes e confiava nele. Acreditamos que ela entrou no carro por sua própria vontade".

Eles também descaram a hipótese de que ela teria um problema com drogas ou que trabalho no "comércio de sexo", notificando que "não há evidencias de nenhum dos dois".

Autoridades entrevistaram o funcionário da casa, o encarregado da caça, e o administrador da propriedade, junto com outros empregados da Rainha.

A família real enviou um comunicado afirmando que estão "devastados" com a morte de Alisa.