Christian Bale é detido por guardas chineses ao tentar visitar ativista cego

E! News | Faz 2019 anos

 




Christian Bale ainda insiste que ele não é o corajoso da história, mas teremos que dar um pouquinho de crédito a este grande ator por sua bravura.

Bale está na China para promover seu novo filme The Flowers of War, um drama sobre a guerra de 1930 em Nanjing. Mas, tudo começou a pegar fogo quando o vencedor do Oscar decidiu visitar o ativista e advogado Chen Ghuangcheng, homem cego que vive sob prisão domiciliar desde que foi solto da prisão ano passado após ser condenado por atrapalhar o trânsito durante um protesto.






 E os guardas, que ficam de plantão na porta da casa de Chen, não gostaram muito da visita de Bale, como mostra a CNN, que foi junto com o ator para a vila de Dongshigu- leste da China.

"Estou aqui para ver Chen Guangcheng", disse Bale em inglês para os guardas, enquanto um dos guias traduzia as palavras do ator.

Os guardas não deixaram a equipe passar e só falavam, "Vão embora!". Alguns até empurram Bale e sua equipe para fora da propriedade!

Bale até filmou uma parte da confusão e perguntou, "Por que eu não posso visitar este homem livre?". Os guardas não gostaram e arrancar a câmera das mãos do ator.

Sem sucesso, todos voltaram para o carro. Bale explicou, "O que eu queria era conhecer o cara, apertar sua mão e dizer como ele é uma inspiração".

"Não sou corajoso ao fazer isso. As pessoas locais que estão enfrentando as autoridades, que está visitando Chen e sua família e acabam sendo agredidos e até presos... Quero apoiá-los".