Cantor de rock que tentou estuprar bebê pega 35 anos de cadeia

E! News | Faz 3 anos

 
Ian Watkins

Stefania D'Alessandro/Redferns via Getty Images




Ian Watkins tem lado negro e sinistro, diz juiz






Ian Watkins, cantor da banda Lostprophets, se declarou culpado no final de novembro perante ao tribunal de Cardiff, na Europa, por ter cometido mais de cinco crimes sexuais, entre os quais, uma tentativa de estupro a um bebê de 11 meses de idade.

Seguranças de Gisele Bündchen são presos

Depois dessa péssima notícia, Ian foi sentenciado a 35 anos de prisão por ter cometido 13 ofensas sexuais ao ser considerado uma pessoa perigosa de "alto risco na sociedade para mulheres e crianças". Segundo o site da Sky News, o cantor tremia incontrolavelmente quando sua sentença foi anunciada no tribunal de Cardiff. Enquanto isso, do lado de fora, o público gritava "sim", satisfeito com a sentença.

Além de Watkins, de 36 anos, outras duas cúmplices, ambas mães de crianças que o artista teria se aproveitado, uma de 21 anos e outra de 25, foram presas.

Ator e cantor de Hollywood é preso





O juiz do caso, Royce QC, disse na audiência que Ian "tem um lado negro e sinistro" e que as ofensas cometidas por ele "são assustadoras".

"Você tinha muitas fãs devotas. Isso lhe deu poder. Você sabia que poderia usar esse poder para iludir as jovens fãs e fazê-las satisfazer sua luxúria instável, era o caminho para abusar sexualmente dos filhos dessas mulheres", completou.