Campanha com prostitutas no Brasil gera polêmica internacional

E! News | Faz 4 anos

 
Brazil

Brazilian Health Ministry




Notícia é uma das mais lidas ao redor do mundo!






Depois do governo federal (Ministério da Saúde) lançar a campanha Eu sou feliz sendo prostituta nas redes sociais, com o intuito de reduzir o estigma em torno da prostituição, a notícia virou polêmica internacional.

Não só no Twitter como Facebook, a notícia virou assunto mais lido - e discutido - em sites e canais de televisão de prestígio como o próprio E! nos Estados Unidos e a CNN.

Em diversas imagens da campanha, que inclui vídeos e banners, mulheres aparecem sorrindo com a mensagem, "Eu sou feliz sendo prostituta",  "Eu não posso ficar sem a camisinha meu amor" e "sem vergonha garota" em homenagem ao 'Dia Internacional da Prostituta' (02 de junho).

Justin Bieber confirma shows no Brasil

Depois da bomba, o ministro da Saúde Alexandre Padilha determinou a exoneração do responsável por lançar a campanha, o diretor do Departamento Departamento de DSTs, Aids e Hepatites Virais Dirceu Greco.

Paris Jackson usa faca de açougue na tentativa de suicídio

Falando sobre a prostituição no Brasil, a top Gisele Bündchen encara seu próximo papel no cinema como uma defensora de mulheres que se prostituem no país. O filme, da Lifetime, mostra a batalha que a personagem da top enfrenta para levar os problemas dos bordeis brasileiros ao governo federal.

Médico culpado pela morte de Michael Jackson manda mensagem para filha do astro depois da tentativa de suicídio. OUÇA!