Blake Lively & Ryan Reynolds: Penn Badgley está feliz pela ex-namorada

E! News | Faz 5 anos

 

Seth Browarnik/startraksphoto.com




Ator conversou com o E! News no Festival de Filmes de Toronto






Penn Badgley pode até ser o ex-namorado de Blake Lively, mas isso não quer dizer que ele não possa desejar coisas boas para ela e seu novo marido, Ryan Reynolds.

"Estou feliz", disse ele ao E! News enquanto promovia seu novo filme, o indie Greeting From Tim Buckley durante o Festival de Filmes de Toronto, "Isso é ótimo".

Ele não sabia muita coisa sobre a cerimônia secreta, e disse "eu só ouvi o que vocês ouviram".

Badgley e Lively namoraram por três anos antes de se separarem, em 2010. E ele agora namora a filha de Lenny Kravitz e Lisa Bonet, Zoe Kravitz.





Timeline do romance de Blake Lively e Reyn Reynolds





Os dois, além de todo elenco de Gossip Girl, irão terminar de gravar a última temporada da série em cinco semanas.

"Tem sido agridoce por um tempo, mas acho que chegou a hora", disse ele, "Estou pronto para seguir em frente. Eu amei muito a experiência, mas estou pronto. Acho que todos estamos prontos".

Ele ainda contou que seu personagem Dan irá passar por um "caminho sombrio finalmente" antes do fim do seriado. "Eu acho que ele pode estar traindo as pessoas de alguma forma... Como ele nunca pode, nunca teve a coragem para isso", disse Penn.

E como sabemos, Badgley não estava no Festival de Filmes de Toronto para falar apenas sobre o casamento da ex-namorada e o final de Gossip Girl, mas sobre seu novo filme.

Greetings From Tim Bucley conta a verdadeira história por trás da apresentação de Jeff Buckley durante o show em homenagem ao seu falecido pai, ícone da música folk. O show é creditado por ter lançado a carreira musical de Jeff, que acabou quando ele se afogou em 1997, aos 30 anos.
Entretanto, o filme não é sobre a vida de Jeff, mas a história de um jovem lutando com a morte de um pai que ele não chegou a conhecer.

"Nós não estamos tentando contar uma grande biografia chamativa porque ele não era um cara chamativo", disse o ator, "Ele era assim... um cara bastante sentimental. É trágico, mas não estamos romantizando a morte. Nós pegamos esse momento na vida dele quando ele descobre sua voz. É um filme doce e sentimental".