Bebê real pode ajudar a alavancar a economia britânica

E! News | Faz 4 anos

 
Royal Baby, Kate Middleton, Prince William

Chris Jackson/Getty Images



Primeiro herdeiro de Kate e William pode render mais de R$ 760 milhões ao Reino Unido






Além de toda comoção social criada pelo iminente nascimento do primeiro filho de Kate Middleton e príncipe William, o bebê real ainda vai ajudar a engordar o cofre britânico.

Siga o E! Online Brasil no Twitter

Estima-se que com a chegada do príncipe ou da princesa de Cambridge, a economia britânica receba cerca de R$ 760 milhões.

De acordo com Joshua Bamfield, diretor do centro de pesquisa de varejo, a economia irá crescer graças a três fatores: festas, turismo e souvenir.

KATE MIDDLETON ENTRA EM TRABALHO DE PARTO

O diretor estuma que as pessoas irão gastar cerca de R$ 124 milhões em bebidas e R$ 50 milhões em comidas dando festas para celebrar a chegada do bebê real.

Além disso, Bamfield ainda espera que o turismo cresça nos meses seguintes ao nascimento do filho de Kate e Will, o que ele chamou de Keeping Up With the Windsor.

MAIS: Kate Middleton em trabalho de parto - onde está a realeza britânica?

Porém, mais do que tudo, a venda de parafernálias da realeza deve aumentar bastante, o que é muito comum em ocasiões especiais, como aconteceu no casamento real.

Para Bemfield, a população e os turistas devem gastar cerca de R$ 476 milhões em souvenirs com o tema bebê real, que incluem pratos, canecas, joias, entre outros.

Leve o E! Online Brasil no bolso! Baixe o aplicativo do E! na Apple Store, Google Play ou Blackberry App World

Porém, alguns continuam céticos sobre o aumento da economia. Um economista britânico da IHS Global Insight afirma que o impacto econômico do nascimento do bebê real pode não ser tão grande como outros eventos recentes, como a Olímpiada de 2012, que renderam cerca de R$ 20 bilhões ao governo britânico.